Mais da metade dos arquitetos em atividade no Brasil são profissionais autônomos, segundo senso do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (CAU/SP). O recado das estatísticas, portanto, está dado: empreender é o caminho – obrigatório ou opcional – para a maior parte daqueles que querem construir sua carreira na arquitetura. Em inglês já até existe um termo para definir esse tipo de profissional – archpreneur (algo como arquiempreendedor, numa tradução livre). Porém, para ser bem sucedido ao empreender em arquitetura não bastam iniciativa e motivação. É imperativo também preencher lacunas que o sistema educacional ainda não é capaz de preencher.

Busque qualificação e conhecimento especializado

O curso superior te prepara para ser um arquiteto, mas não te prepara para ser um empreendedor. Portanto, se o seu objetivo é atuar como um profissional autônomo ou criar o seu próprio escritório de arquitetura, é imprescindível ter conhecimento especializado sobre gestão de negócios e todos os fatores que perpassam a atividade – finanças, planejamento, legislação específica.

Se este conhecimento for direcionado para a sua área de atuação, ou seja, a arquitetura, melhor ainda. Um bom exemplo é o projeto Arquiteto Empreendedor, uma parceria do CAU/SP com o Sebrae. A plataforma de ensino à distância oferece mais de 30 cursos em oito áreas de interesse – Inovação e Tecnologia; Marketing e Vendas; Finanças; Administração; Planejamento e Estratégia; Empreendedorismo; Legislação e Recursos Humanos. Todos os profissionais cadastrados na entidade têm acesso aos cursos.

Recorra a um serviço de consultoria

Da mesma maneira que você pode prestar um serviço de consultoria em arquitetura para um potencial cliente que esteja precisando de orientações sobre o caminho mais indicado para uma obra ou reforma, há profissionais que prestam serviços de consultoria para empreendedores que precisam de um direcionamento para a condução de seu negócio.

O Sebrae é reconhecidamente uma das entidades mais recomendadas para essa situação e presta consultoria para empreendedores nas modalidades presencial, online e por telefone. A consulta por telefone e via chat é gratuita, já a presencial é paga. Finanças, vendas, marketing e legislação são algumas das áreas nas quais a consultoria é oferecida. O serviço é válido tanto para quem já tem um negócio em funcionamento, quanto para quem pretende começar um.

Inspire-se em iniciativas de sucesso

Tomar conhecimento de arquitetos que conseguiram transformar suas ideias em negócios bem sucedidos é uma forma de buscar inspiração, manter-se persistente e ter a certeza de que o caminho do empreendedorismo é possível para arquitetos. É um modo também de manter a mente oxigenada com o que estiver acontecendo de mais inovador no cenário e estimular insights próprios.

O site Archpreneur traz sempre histórias interessantes de arquitetos que estão trilhando bons caminhos e criando ótimas soluções no mundo dos negócios.