Se você acha que aprender sobre a instalação de uma banheira de hidromassagem é perda de tempo, pode se surpreender com o artigo de hoje.

Longe de ser um sonho distante, um conforto como esse no seu banheiro — um banho relaxante com motor e pequenos jatos de água quente — faz parte da realidade econômica de muita gente.

A tendência, aliás, é que o seu uso fique mais acessível com preços baixos e boas condições de parcelamento.

Pode ser até que, em alguns anos, o banho do brasileiro fique como o do europeu: nos países da Europa, quase toda casa tem a sua banheira, com ou sem hidro.

Confira nossos 5 detalhes importantes sobre como instalar uma banheira de hidromassagem e economizar na mão-de-obra:

1) Verifique o espaço em que ela vai ser instalada

Há banheiras de hidromassagem de todos os formatos e tamanhos. Não necessariamente aquela que você achou mais bonita em uma foto na internet é a que vai ficar melhor no seu banheiro.

E isso não é só por causa de detalhes básicos como cores ou acessórios.

O formato de uma banheira, as especificações elétricas (algumas só funcionam com tensão de 220 volts), as adaptações hidráulicas que ela exige, tudo isso pode atrapalhar ou até tornar possível uma instalação.

Observe esses fatores e outros. A vazão dos canos da sua casa, a resistência estrutural do seu banheiro — isto é, se a estrutura de concreto suporta uma intervenção do tamanho que uma banheira demanda — etc.

Se possível, tire fotos, peça ajuda a profissionais ou estude bem o assunto para ter certeza de que a instalação da sua banheira de hidromassagem não vai representar uma enorme dor de cabeça.

2) Planeje a instalação da banheira de hidromassagem

Em condições ideais, o melhor mesmo é adquirir um banheiro planejado. Ou contratar um profissional que redesenhe algumas coisas para a instalação da sua nova banheira.

A intervenção de um arquiteto pode tornar a sua experiência com a banheira muito mais proveitosa. Com uns poucos ajustes técnicos, ele consegue utilizar melhor o espaço, tornar o ambiente mais bonito, melhor iluminado e bem aproveitado.

Lembre-se de que você não precisa pagar pelo serviço completo do arquiteto. Para algo simples como a instalação de uma banheira de hidromassagem, uma consultoria deve bastar.

3) Faça a limpeza e vedação dos canos

Um vazamento descoberto depois da instalação da banheira pode gerar inúmeros contratempos. Seja atencioso com esse aspecto e economize tempo, dinheiro e esforço depois.

Lembre-se de molhar as mãos antes de verificar os canos. Isso facilita o manuseio. Procure desobstruí-los, acabando com sujeira e retirando detritos que se acumularam.

Se encontrar vazamentos, prenda com um pedaço de borracha e um anel de metal. Essa é uma solução eficaz, mas funciona por pouco tempo. Utilize-a apenas enquanto o cano não pode ser trocado.

4) Escolha a melhor forma de posicionar a banheira

Se você mora em apartamento ou se pretende colocar a sua banheira em uma laje ou segundo andar, uma análise de um profissional é ainda mais importante. Uma banheira mal instalada pode gerar vazamentos em todo o condomínio e até mesmo falha estrutural.

Valide a sua obra com o condomínio do seu prédio ou com o engenheiro responsável. Há diversos tamanhos, modelos e marcas de banheiras de hidromassagem. Escolhendo a certa, tudo fica mais bonito, adaptado e proveitoso.

E, com um orçamento bem-feito e bem executado, você vai ver que ter uma banheira de hidromassagem não é caro como muita gente imagina. O que falta é planejamento!

E já que o assunto de hoje é banheiro, que tal você ficar por dentro das melhores opções de cubas e torneiras e como combiná-las?