22 de março é o Dia Mundial da Água. A data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) é dedicada a uma série de ações relacionadas ao precioso líquido. O tema central proposto pela ONU para a data neste ano é relacionado ao reaproveitamento das águas. Buscar soluções para o uso sustentável da água é um desafio, mas pode representar uma boa economia em sua casa.

Convidamos nossos leitores para, juntos, pensarmos e exercitarmos novas formas de consumir este recurso.

1. Utilizar torneiras e chuveiros adequados

Torneiras mais modernas, com acionamento eletrônico ou com fechamento automático, apresentam vantagens como: reguladores de vazão, arejadores, temporizadores entre outros recursos.

As vantagens são muitas, sobretudo para locais com maior circulação de pessoas.

Durante uma escovação de dentes, caso a pessoa deixe a torneira aberta, o que infelizmente ainda ocorre em muitos casos, até 12 litros de água podem ser consumidos. Utilizando-se uma torneira com temporizador, por exemplo, pode-se poupar até 11 litros de água com a mesma finalidade.

Duchas mais modernas também são um bom investimento, tanto se tratando do consumo elétrico como do consumo de água. Existem modelos com regulador de vazão e espalhadores que permitem regular a intensidade e a quantidade certa de água em seu banho evitando desperdícios.

2. Reutilizar a “água cinza” para limpeza

A chamada “água cinza” é aquela descartada no enxágue das máquinas de lavar e tanquinhos, por exemplo. Comumente ela é desprezada e vai diretamente para o sistema de esgoto, mas pode perfeitamente ser reaproveitada, por exemplo, para lavar áreas de serviço, calçadas e outros ambientes, contribuindo para a economia de água de sua residência. Se medidas como esta forem abraçadas pela sociedade de um modo geral, imaginemos o bem que fariam para os reservatórios!

3. Reutilizar a água das chuvas

A água das chuvas muitas vezes corre livre pelos ralos e na forma de enxurradas pelas ruas. Mas ela também pode ser muito bem aproveitada. Apesar de não ser potável (ideal para consumo humano), esta água pode ser estocada em tonéis ou minicisternas (confira o vídeo abaixo). O importante é que estes recipientes sejam preparados para impedir a proliferação de mosquitos como o Aedes Aegypti. Essa água então poderá ser utilizada para limpeza doméstica ou mesmo para irrigar jardins e hortas.

4. Controlar o tempo do banho

O banho é um momento íntimo de relaxamento e cuidado. Refresca nos dias quentes e ajuda a relaxar nos dias frios. Mas atenção! Você já pensou na quantidade de água que utiliza no seu banho?

Um banho de 15 minutos sem fechar o registro consome, em média, 135 litros de água. Se esse tempo diminui para 5 minutos, o consumo cai para, em média 45 litros. Somente reduzindo o tempo de um banho, pode-se poupar até 90 litros de água!

5. Organizar a limpeza doméstica

Adote medidas simples como acumular a quantidade indicada de roupas pelo fabricante de sua máquina. Se utilizar lavadora de louças, adote o mesmo critério.

Não deixe a torneira aberta enquanto ensaboa os utensílios da cozinha. Não limpe a calçada utilizando a mangueira a não ser em casos de muita sujeira impregnada.

Essas são algumas dicas e recursos que nos mostram que sustentabilidade e economia podem sim andar juntos.  E o melhor momento para começar é agora mesmo!