Nossa casa é um espaço que deve nos acolher muito bem. Assim, quando sentimos a necessidade de promover mudanças nesse local, nada mais natural do que fazer uma reforma. Porém, essa é uma grande decisão na vida de uma pessoa e deve ser muito bem planejada e executada. Por isso, o Hometeka selecionou dicas sobre o que fazer antes de começar uma reforma.

Sobre o que será reformado

O que fazer antes de começar uma reforma.
O que fazer antes de começar uma reforma.

Coloque tudo no papel. Tudo. Desenhe e escreva como você quer que o ambiente fique quando reformado, pois isso facilitará o trabalho dos arquitetos e decoradores, quando contratados, de aprimorar e adaptar sua ideia mais tarde, bem como dos profissionais que colocarão a mão na massa (literalmente). A partir disso, faça uma lista de tudo que será necessário e procure especificar os produtos e materiais. Também é importante calcular o espaço para verificar a escala do desenho e o tamanho de produtos como mobílias, por exemplo, para já saber se tudo caberá no ambiente ou se você deverá procurar outra opção para decorá-lo.

Uma dica: com as dimensões e formas do produto que você deseja inserir no cômodo, pegue uma fita crepe e o desenhe no espaço para imaginar o resultado e se ele dará certo, pensando no visual e também no espaço para entradas e locomoção.

Na hora de imaginar como será o ambiente com a reforma, procure referências em revistas, livros e na internet e guarde o que você gostar em um caderno ou arquivo digital, fazendo notas sobre o que te chamou atenção ali. Isso irá te inspirar a ter ideias para planejar o visual e a funcionalidade do ambiente, bem como escolher produtos e tomar decisões.

Sobre os profissionais

O que fazer antes de começar uma reforma.
O que fazer antes de começar uma reforma.

Para melhor planejar os passos da sua reforma e o que vai ser colocado nos ambientes no lugar do que está hoje, pense em contratar um profissional. Isso é ainda mais importante caso, durante a obra, você tenha que mexer em aspectos técnicos como a estrutura da casa, alvenaria, tubulações elétricas e hidráulicas. Busque contratar profissionais para a sua reforma que tenham sido recomendados por familiares e amigos – isso vale desde o arquiteto à pessoa que vai pintar a parede da sua casa. Profissionais indicados tendem a ser mais confiáveis e a demonstrar mais serviço, pois não querem que a indicação perca seu valor. Além disso, lembre-se que, ao conversar com você, os profissionais darão uma estimativa do tempo total para a obra ser finalizada, mas há chances desse tempo se estender.

Se você escolher utilizar acabamentos e materiais especiais na sua reforma, certifique-se de que a mão de obra está familiarizada com eles. Caso contrário, no meio do processo você terá que achar outro profissional, o que significa mais dinheiro e tempo perdido. Contratar profissionais como arquitetos, engenheiros e designers de interiores também é muito importante na questão do orçamento, já que eles possuem mais experiência com o assunto e como manejá-lo. Leia mais sobre orçamento no próximo tópico.

Sobre o orçamento

O que fazer antes de começar uma reforma.
O que fazer antes de começar uma reforma.

O orçamento da reforma deve contemplar desde a contratação de profissionais e os materiais para a reforma até a parte final da decoração. Esteja ciente de que uma boa quantia de dinheiro será investida, talvez até um pouco mais do que você imagina, e, por isso, é importante elaborar um orçamento bem completo, especificando cada elemento com a marca, preço e valor da entrega, ao invés de imaginar os custos e ir chutando. Nesse sentido, um profissional é muito bem-vindo, mas essa escolha poderá aumentar ainda mais os custos.

Se você mesmo resolver fazer o orçamento, faça, refaça e refaça de novo. Confira se o valor está batendo sempre e tente lembrar-se de todos os itens. Além disso, é importante reservar um dinheiro para imprevistos.

Sobre você

O que fazer antes de começar uma reforma.
O que fazer antes de começar uma reforma.

Sim, você. É ingênuo pensar que nada irá mudar na sua rotina quando uma reforma estiver ocorrendo em casa. Por isso, planeje a logística da obra para decidir se vai realizá-la e como será a sua vida durante o processo. Antes de tudo, pense se vale mais a pena fazer uma reforma ou procurar uma casa nova para morar. Às vezes, o motivo da reforma é tão grande e o custo pode ser tão alto que vender a sua casa e se mudar para outra pode ser uma alternativa melhor e mais viável em diversos sentidos.

Se escolheu fazer a reforma, tudo bem, mas certifique-se de que esse é um bom momento na sua vida para uma mudança tão grande: seja em termos financeiros ou emocionais. Se já estiver acontecendo uma grande mudança na sua vida, pense se ela pode coexistir com a mudança da sua casa. É claro que há algumas mudanças que podem exigir a reforma, como a chegada de uma nova criança em casa, o acolhimento de seus pais, entre outras. Mas se a mudança for estressante, como um divórcio ou perda de emprego, fazer uma reforma em casa pode piorar a situação.

Durante o tempo da reforma, onde você estará? Se o quarto estiver sofrendo mudanças, por exemplo, há outro espaço na casa que possa te acolher? Essa decisão é importante para a sua rotina e também para os profissionais que lá estarão trabalhando. Outra alternativa é se alojar na casa dos seus pais, irmãos, namorado, entre outros. Uma ótima coisa a se fazer durante uma reforma é tirar férias. É de extrema importância que você possa estar disponível para visitar a obra ou para comprar produtos e resolver problemas que surgirão no meio do caminho.

Por fim, para que a reforma seja mais tranquila e gere menos desconforto tanto para você quanto para quem acaba sendo envolvido como consequência, há algumas providências importantes para se tomar: caso você more em prédio, avise o síndico de que a reforma acontecerá. Isso é importante também porque certos condomínios possuem horários para que o quebra-quebra seja liberado e para a circulação de materiais nas escadas e elevadores. Além disso, seja em casa ou apartamento, avise sempre seus vizinhos, já que podem ser incomodados pelo barulho ou pela movimentação. Inclusive, caso você não possa receber algum material ou produto em determinado momento, eles podem te ajudar.